sexta-feira, 21 de setembro de 2012

E aí Deus me empresta essa riqueza tão perfeita!!! Onde a cada dia vou aprendendo o que é amar...

sábado, 25 de fevereiro de 2012

parto

Continuava com medo e uma enorme expectativa do por vir...
Mesmo não aguentando meu peso fiz questão de ir ao meu trabalho pois precisava da força e carinho de lá. Chegando em casa minha mãe, vó, irmã e sobrinho já estavam me esperando e arrumando as lembranças da Nina logo depois meu padrinho Rubens e meu primo Alex foram me ver.
No caminho do hospital com meu marido minha cabeça turbulenta, não pensava no depois só me perguntava se ia doer muito pra ela nascer...chegando lá minha sogra já estava nos esperando.
Subi com o Alexandre e foi mal pela minha espontâniedade mas, "com o cú na mão". Não pude entrar na sala de pré-parto pq estava c o piercing voltei e ficamos tentando tirar...aí q nervoso foi dando e depois de alguns minutos sem susseco fui pra sala e seja o que Deus quiser!
Coloquei aquele avental 'lindo" e deitei na maca...isso era umas 16h, e agora era só esperar meu médico....21h e lá vamos nós........
Chegando na sala o anestesista preparando na boa, além de tudo também estava com vergonha de fica sem roupa eram três homens e uma mulher e qd tive q puxar o avental evidente que eu pensei nisso. antes dele aplicar a anestesia ele começou a 'conversar" acho q p me distrair...o q não resolve no meu caso, eu não conseguia relaxar daí chegou uma mulher e foi como um anjo me abraçou e a anestesia ele aplicou....já deitada eu pensava o que eu ia sentir se é que ia...meu médico chegou mas eu ainda sentia meus pés e ficava mexendo na intenção dele ver e não cortar nada antes (ingênua) ele disse para de mexer o pés...rs logo não sentia mais NADA!!!
E é louco pq no momento que ele tirou a nina da minha barriga eu senti, mas não no físico, no coração!!!
Logo ela chorou...O apoio do Alexandre foi fantástico!!!

E duas frases do médico foram, a partir de agora vcs não serão mais Alexandre e Taynara e sim o pai e a Mãe da Nina.
Quem pariu Mateus que embale.
Realmente não é clichê, isso é realidade...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

mudanças e o parto

Desde um detalhe como dar dois nós no tênis pra não correr o risco de cair, até em cuidar melhor da minha saúde para que tudo corra bem eu estava fazendo!


Não tinha enjôos e nada aparente de grávida, mas sentia que já não era a mesma coisa.

Por insistência das 'luluz"( minhas amigas do trabalho), antes de saber que estava grávida marquei ginecologista pra saber se estava tudo certo.

Tudo era bem novo pra mim, pois apenas havia ido ao ginecologista uma vez e era médica.

Eis que chega o dia do médico e Alexandre foi comigo, estava nervosa e sem jeito aliás, durante todas as consultas eu ficava nervosa até o médico notou. Mas o que fez eu decidi ficar com o médico foi que enquanto minha sogra e outras pessoas queriam que eu fizesse o exame de sangue pra ver se realmente eu estava grávida, pra ele não tinha um “será” ele já tinha a certeza os exames que fiz nenhum foi pra confirmar a gravidez. E isso me fez escolher o médico que ia me acompanhar!



Falei pra todo mundo que podia, minha felicidade era tanta e queria que todos que me conhecessem soubessem. Os meses foram passando e fiz meu primeiro ultrason. A frase que veio na minha cabeça foi...oi filho você tá aí! Confirmando pra mim mesmo.

Fui aos encontros de gestantes ouvi alguns depoimentos e um deles era que após o nascimento a mulher sentia um vazio que era normal, normal era uma palavra que eu ouvia muito do meu médico. Mas sobre esse tal vazio não entendia muito o que era e como era. Também me preocupava o ato de amamentar, sobre o que eu iria sentir porque pra mim até então meu peito era só sexual, parece bobo mas vi que muitas mulheres também pensam nessa questão, mas isso e muitas outras coisas eu só iria saber quando estivesse passando e foi o que aconteceu.

Estava sentindo ela se mexer e é uma sensação ótima mas a primeira vez é estranho...rs

Comecei a ficar pensando no meu peso mesmo feliz era uma questão que me preocupava muito, só que a fome que eu sentia era grande e como eu sempre me controlava e fazia muita coisa pra ficar com o corpo legal, durante a gravidez parei com os cuidados e até o sétimo mês estava com 20 kilos a mais graças a Deus no 1 últimos meses não me pesou, mas creio que ao todo engordei quase 30 kilos. Já parecia uma foca em pé tudo era difícil de fazer eu cansava só de falar parei com meu curso de dança e todas atividades só trabalhava essa situação era ruim pra mim.

Me lembro que não via a hora da minha barriga crescer pra ninguém achar que era gordura...e ver que eu estava grávida mesmo, eu fazia quetão de colocar a mão na barriga, pra explicar a barriga.

Outra coisa que pensava era no parto em como ia ser, acho até lindo e tal as pessoas que tem normal, porém não é comigo meu médico foi bem realista e direto disse que eu não acreditava em parto normal e realmente não é pra mim. Gostem ou não!

Bom, na noite anterior ao parto eu não consegui dormir passei mal de medo!

Enfim chegou o dia! E agora?!





terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Antes do início...

Antes do início de ser mãe minha vontade era de que alguém se parecesse comigo fisicamente, pois graças a Deus sou filha do coração com muita alegria e gratidão aos meus pais e toda minha família MARAVILHOSA!
Só que é inevitável eu sentir a necessidade da busca de algo que infelizmente falta na minha história, que é a minha origem antes dos meus pais de coração me trazerem pra minha vida. Então sempre tive tudo do melhor com a minha tão querida e amada família, mas lá no fundo faltava algo que nem eu sabía. Os anos passaram e no fim da minha adolescência tive uma vontade de ser mãe de ter um filho, nem namorado tinha mas só conseguia visualizar um filho. Talvez minha maior necessidade era de dar fisiológicamente sequência da minha existência de ver que alguém se parece comigo.

E como muitas pessoas falam que os filhos homens são mais parecidos com a mãe e a mulher com o pai logo queria ter um menino.

Até que comecei a namorar depois de muito tempo namorando muitas vezes tentei engravidar, sem que ele soubesse é claro! Corria na farmácia para comprar o exame chegava em casa fazia e esperava o resultado... quando eu via um traço, ficava tão triste, parecia que tinha um vazio dentro de mim. Namorei durante 12 anos e durante alguns anos fiz esse teste de gravidez, me lembro que certa vez era dia das mães e um tio meu brincando me deu feliz dia das mães e eu estava achando mesmo que estava grávida... essa vez até chorei quando vi o resultado negativo.

Um tempo depois minha irmã mais nova ficou grávida...e eu nada, é claro que também achava que talvez eu pudesse ter algum problema pra ter filhos.

Enfim casei e com menos de seis meses já queria ter filho e de verdade, não fazia nada pra impedir! Só que meu marido ainda não queria alegeando que eu não tinha convênio médico. Fizemos o tal convênio, aí pensei vamo então... mas pra ele não era hora pois tinha que esperar o tempo que o convênio da para que possa ser realizado o parto. MEU DEUS!!!!!!!!!!!! Quanto mais tenho que esperar?

No fim de 2010 conversamos novamente e decidimos ser logo no começo do ano 2011, pois bem... fiz uma viagem para a casa do meu padrinho e primo litoral norte ena virada do ano onde todos vão para o mar também fui e lá de frente pra ele fiz alguns pedidos onde um deles era ser mãe em 2011!!!

Voltando para minha casa minha mesntruação estava atrasada, mas tudo bem pois sempre esteve nem fiquei animada, passaram alguns dias e num sábado acordei e tive uma imensa vontade de fazer o teste, liguei pra minha vó perguntar para seu pendulo o resultado e liguei para meu marido ir comprar, nesse intervalo liguei de novo pra minha vó zeza e ela confirmou, logo chega o Alexandre (marido) com o teste e fiz........

MEUS DEUS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!QUANTA EMOÇÃO em ver aqueles DOIS TRAÇOS, nossa tem um ser dentro de mim!!

Vou ser mãe...
A alegria era tanta que depois desse teste fiz mais quarto só pra garantir.

O que me esperava?????

Alguns passos começariam a serem dados, a mudança na minha vida desde então já deu início